5 mins read

O que é o imposto do quinto?

O que era o imposto do quinto?

O imposto cobrado pela Coroa Portuguesa sobre todo o ouro encontrado em suas colônias correspondia a 20%, ou seja, 1/5 (um quinto) do metal extraído que era registrado em "certificados de recolhimento" pelas casas de fundição. Este absurdo e altíssimo imposto, foi intitulado "O Quinto".
Em cache

Qual a diferença entre a derrama é o quinto?

O quinto era um imposto de 20% sobre todo o ouro produzido no Brasil. A derrama correspondia à cobrança violenta dos impostos em “atraso” dos cidadãos, fossem ou não devedores de fato.

O que foi o imposto da derrama?

O segundo implementou a derrama, uma cobrança obrigatória de imposto sobre o ouro. A derrama foi resultado de uma ordem vinda de Portugal. Esse tipo de cobrança era acionado como forma de alcançar a cota anual de ouro estipulada por Portugal – 100 arrobas.

O que era a lei da derrama é o quinto?

No Brasil Colônia, a derrama era um dispositivo fiscal aplicado no estado de Minas Gerais a partir de 1751 a fim de assegurar o piso de 100 [cem] arrobas anuais na arrecadação do quinto. O quinto era a retenção de 20% do ouro em pó ou folhetas ou pepitas que eram direcionadas diretamente à Coroa Portuguesa.

O que o governo criou para recolher o quinto?

O objetivo das Casas de Fundição era recolher o quinto sobre todo ouro encontrado no Brasil. O quinto era um imposto correspondente a 20% do ouro encontrado.

Como era feita a cobrança do quinto?

Ouça este artigo: O Quinto era um imposto cobrado pelo governo durante o Brasil Colônia. Recebeu esse nome porque correspondia a 20% (um quinto) do metal extraído que era registrado pelas casas de fundição. Era um tributo altíssimo e os brasileiros o odiavam tanto que acabaram o apelidando de “O Quinto dos Infernos”.

Quanto equivale a 100 arrobas de ouro?

Pois fique sabendo que essas 100 arrobas equivaliam a cerca de 1.500 quilos! Ouro pra chuchu!

Qual é o imposto cobrado sobre cabeças de escravos?

Imposto de capitação no Brasil

Cada dono de escravo, fosse branco, índio ou negro forro, tinha que pagar, semestralmente, sob pena de confisco do escravo e outras penas, esse imposto de 4 oitavas e 3 quartos de ouro por cabeça de escravo que possuísse.

Por que a derrama foi suspensa?

Delatada por traidores no movimento, a derrama foi suspensa e todos os inconfidentes presos. O único a assumir a participação na Inconfidência Mineira e ser condenado a morte foi Tiradentes durante um processo de julgamento de três anos.

Porque o quinto foi criado?

O imposto remonta ao alvará de 1557 e visava taxar riquezas que ainda nem haviam sido detectadas na América portuguesa: determinava que aqueles que descobrissem veios de metais preciosos deveriam pagar o quinto a Coroa, depois que estes tivessem sido fundidos.

Quanto o Brasil pagava para Portugal?

Na época o Brasil-Colônia pagava 20% (vinte) por cento de tudo que era produzido para seu colonizador, Portugal. A taxação considerada altíssima e absurda era chamada de “O Quinto”. Esse imposto recaía principalmente sobre a produção de ouro.

Como Portugal cobrava os impostos atrasados sobre o ouro?

Tratava-se de uma operação fiscal realizada pela Coroa portuguesa para cobrar os impostos atrasados. O chamado quinto, como o próprio nome já indica, correspondia à cobrança de 20% (1/5) sobre a quantidade de ouro extraído anualmente. Quando o quinto não era pago, os valores atrasados iam se acumulando.

Como Portugal controlava o ouro?

Quem encontrava ouro na colônia deveria pagar o quinto. Este imposto era cobrado nas Casas de Fundição (órgão do governo português), que derretia o ouro, transformava-o em barras (com o selo da coroa portuguesa) e retirava 20% (um quinto) para ser enviado para Portugal.

Quanto se pagava por um escravo?

Em 1867, a taxa anual era de 10 mil-réis por escravo no Rio de Janeiro, a capital do Brasil, 8 mil-réis nas capitais das províncias e 4 mil-réis nas vilas e povoações.

Por que o tráfico de escravos era lucrativo?

O tráfico negreiro foi extremamente lucrativo para a Coroa, pois os escravos eram uma das “mercadorias” mais caras que a metrópole vendia para as colônias. Assim, os traficantes portugueses enriqueciam e o lucro permanecia em Portugal.

Quem cobrava a derrama?

“A derrama era o imposto cobrado pela Coroa Portuguesa às capitanias (…) e arrecadado entre seus habitantes.

Quais seriam as consequências do fim da derrama?

A Coroa confiscava os bens dos devedores, como móveis, joias e propriedades. Portanto, se percebe que a derrama era abusiva. Por conta disso, ocorreram muitas revoltas contra Portugal e seu domínio, entre elas a Inconfidência Mineira.

Quem ficou com o ouro do Brasil?

O ouro foi descoberto pelos bandeirantes paulistas que viajavam por Minas Gerais em 1695. O Ciclo do Ouro atraiu milhares de pessoas para Minas Gerais, interessadas em enriquecer por meio da mineração. Durante essa fase, o Sudeste se tornou a região economicamente hegemônica do país.