5 mins read

O que é o TENS artigo?

O que é o TENS na fisioterapia?

O que é? TENS é um dos aparelhos de electroterapia mais utilizados pelos Fisioterapeutas, sendo conhecido pelo "aparelho dos choques". TENS é uma estimulação eléctrica transcutânea, ou seja, é uma terapia que utiliza uma corrente eléctrica aplicada superficialmente na pele através de eléctrodos.

O que é a corrente TENS?

A estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) é uma corrente de baixa intensidade que produz impulsos elétricos com frequência entre zero e 200 Hz, eficaz no tratamento de desordens musculoesqueléticas e por influenciar e modular processos de neurocondução da dor3.

Quais são os tipos de TENS?

Apesar disso, os estudos que investigam o efeito de diferentes parâmetros da TENS na modulação da dor apresentam resultados divergentes5,6. A TENS pode ser classificada em quatro modalidades: convencional, acupuntura, em rajadas (burst) e breve-intensa.

O que é teoria das comportas TENS?

TENS no controle da dor

O uso da TENS no tratamento da dor é um subproduto do trabalho realizado por Melzack e Wall em 1965, que descreve a Teoria das Comportas da dor. Nesta teoria, a corrente elétrica aplicada às terminações nervosas na pele, viajam até o cérebro através de fibras nervosas seletivas (fibras A).

Para que serve o tratamento com TENS?

A TENS é utilizada na área da saúde para o combate da dor por ser um tratamento livre de drogas e sem efeitos colaterais. É por meio de pulsos elétricos, que atingem as fibras nervosas responsáveis por enviar estímulos da dor ao cérebro, que o Tanyx consegue interromper a sensação indesejada.

Quais são os efeitos fisiológicos do TENS?

Os efeitos fisiológicos da eletroterapia sobre o sis- tema neuromúsculo-esquelético são: analgesia, esti- mulação muscular, vasodilatação, redução de edema, diminuição da inibição reflexa, facilitação na cicatri- zação de lesões em tecidos moles e facilitação da con- solidação de fraturas (19).

Como o TENS age no corpo?

A Terapia por Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) é uma das modalidades da eletroterapia que funciona por emissão de correntes pulsadas através da pele. O objetivo é estimular ou despolarizar grupos de fibras nervosas que participam do processo de percepção e modulação da dor.

Qual é o principal efeito terapêutico do TENS?

A TENS em pacientes com OA de joelhos tem como objetivo terapêutico provocar a diminuição da dor e, assim, melhorar a atividade funcional. Com a utilização de escalas de dor, que facilitou o entendimento da doença, é possível tratar e diminuir os sintomas que limitam muito os indivíduos.

Quais as indicações do TENS?

A TENS é um recurso de electroterapia muito utilizada para alívio da dor, como por exemplo, dores derivadas da artrite, dor lombar, nevralgia, dor cervical, tendinite, nevralgia cervicobraquial, dor ciática, entorses, luxações, epicondilite, dor pós-operatória, entre outras.

Como o TENS promove a analgesia?

A TC propõe que a TENS promove analgesia pela ativação das fibras nervosas Aβ aferentes, que são de grosso calibre, mielinizadas e de rápida condução, sem ativar as fibras nociceptivas de diâmetro menor (fibras A-delta e C).

Quais são os tipos de TENS e suas indicações diretas?

Os tipos de TENS também são analisados conforme o efeito clínico esperado. Assim sendo, para dores com liberação de agentes inflamatórios recomenda-se a duração entre 15 a 30 minutos. Para dores mecânicas esse intervalo é de 5 a 15 minutos e para sensação dolorosa de origem neurálgica recomenda-se de 20 a 30 minutos.

Onde não pode colocar TENS?

O TENS é contraindicado em pacientes que usam marcapasso, que apresentam alterações no coração, como arritmia cardíaca ou condições epiléticas, já que é um tipo de tratamento por indução de choques. Isso porque, mesmo sendo suaves, podem causar interferências.

Quais os benefícios do TENS?

Seus principais benefícios:

✅ Não oferece riscos; ✅ Pode tratar a dor sem que seja necessário o uso de medicamentos; ✅ Promove a estimulação da cicatrização de lesões em tecidos moles; ✅ Possui função analgésica ativando mecanismos de controle internos do sistema nervoso.

Onde não pode usar TENS?

Pacientes com marcapassos e com doenças cardíacas devem evitar a aplicação de TENS, por exemplo. Nesses casos, o tratamento deve ser evitado, especialmente, sobre a região do peito. O seu uso também não é recomendado para gestantes e para as pessoas que têm doenças de pele.

Quando utilizar o TENS?

O ideal é que o TENS seja usado na primeira fase de reabilitação do paciente, ou seja, quando ele está apresentando crises de dor, já que neste período os músculos estão contraídos de forma mais intensa, levando a dor aguda.

Quais são as contra indicações do TENS?

Contraindicações. O TENS não deve ser aplicado nas regiões das carótidas, em portadores de marcapasso e na região abdominal de mulheres grávidas.