3 mins read

O que é redução fenomenológica para Husserl?

Em que consiste a redução fenomenológica?

A redução fenomenológica requer a suspensão das atitudes, crenças, teorias, e colocar em suspenso o conhecimento das coisas do mundo exterior a fim de concentrar-se a pessoa exclusivamente na experiência em foco, porque esta é a realidade para ela.

Qual é o método fenomenológico de Husserl?

Husserl apresenta a sua fenomenologia como um método de investigação que tem o propósito de apreender o fenômeno , isto é, a aparição das coisas à consciência, de uma maneira rigorosa. “Como um método de pesquisa, a fenomenologia é uma forma radical de pensar” (MARTINS, 2006, p.
Em cache

O que é redução fenomenológica na psicologia?

A Redução Fenomenológica é um primeiro passo necessário ao conhecimento eidético, àquilo que, nesta fase, Husserl chama abstração ideativa (ideierende Abstraktion). O fenômeno puro é aquilo a partir do qual se funda o conhecimento propriamente de essência, o "verdadeiramente transcendente".

Quais os principais conceitos de Husserl?

A consciência, para Husserl, é sempre intencional. O conceito de intencionalidade significa dirigir-se para ou visar a alguma coisa. Por isso a consciência é sempre intencional, já que sempre visa a algo fora de si mesma ou sempre tende para algo.

Como fazer uma redução fenomenológica?

O método nessas ciências eidéticas consiste, primeiro, em colocar entre parênteses o mundo, o objeto, e olhar o próprio ato, olhar a experiência do objeto tal como ela se mostra em mim (redução); e, depois, procurar o que se mostra aí como essencial.

Quem criou a redução fenomenológica?

Nesse sentido, o conceito de redução fenomenológica, descrito pelo filósofo Edmund Husserl (1859-1938) e operacionalizado para a pesquisa psicológica, foi retomado como meio para investigar as tentativas de transição entre filosofia e psicologia.

O que são fenômenos para Edmund Husserl Cite um exemplo?

Resposta. Resposta: para ele um fenômeno designa, simplesmente, a forma como uma coisa aparece, ou manifesta-se, para o sujeito. Ou seja, trata-se da aparência das coisas.

Quais são os 3 tipos de fenomenologia?

Temos, basicamente, três tipos de Fenomenologia: * 1) Fenomenologia Transcendental de Husserl; * 2) Fenomenologia Existencial de Jean Paul Sartre (1905-1980), e Maurice Merleau Ponty (1908-1961); * 3) Fenomenologia Hermenêutica de Martin Heidegger (1889-1976), Hans Georg Gadamer (n.

Quais são os três tipos de fenomenologia?

Temos, basicamente, três tipos de Fenomenologia: * 1) Fenomenologia Transcendental de Husserl; * 2) Fenomenologia Existencial de Jean Paul Sartre (1905-1980), e Maurice Merleau Ponty (1908-1961); * 3) Fenomenologia Hermenêutica de Martin Heidegger (1889-1976), Hans Georg Gadamer (n.

O que são fenômenos para a fenomenologia?

A palavra 'fenômeno' vem do grego 'phainómenon', que significa aquilo que aparece pelos sentidos ou pela consciência. Na fenomenologia, o conceito de 'fenômeno' costuma adquirir este sentido mais originário, correspondendo a tudo aquilo que se mostra ou aparece, do modo como aparece à consciência.

Qual é a principal ideia da fenomenologia?

A principal ideia dos pensadores do campo da Fenomenologia é de voltarem-se para as coisas, irem ao encontro das coisas e fenômenos de forma direta, sem a intervenção ou influência de explicações científicas ou análises reflexivas e metodológicas muito complexas.

O que é exemplo de fenomenologia?

Fenomenologia é o estudo dos fenômenos, tal como se apresentam à consciência, deixando de lado preconceitos, suposições, teorizações ou generalizações sobre como sejam, buscando se aproximar do modo como são captados pela consciência.