6 mins read

O que é serviço de vistoria?

O que se faz numa vistoria?

A vistoria vai analisar a documentação do veículo, checar se ele está com as características originais de fábrica, confirmar a presença e as boas condições de uso dos equipamentos obrigatórios e avaliar se o automóvel atende todas as normas de trânsito.

O que é a vistoria de um veículo?

Nada mais é do que uma avaliação realizada nos veículos a fim de liberar sua circulação pelo país. Esse processo garante que o automóvel esteja em situação regular aos olhos dos órgãos fiscalizadores, fornecendo mais segurança no trânsito. Por isso, o primeiro passo da vistoria veicular é verificar a documentação.

De quem é a responsabilidade da vistoria?

O laudo de vistoria é de responsabilidade exclusiva do locador ou proprietário do imóvel não podendo esse repassar as custas para o comprador ou locatário. Caso aconteça a insistência do proprietário cobrar p comprador é necessário procurar ajuda judicial.

O que preciso levar para vistoria?

Quais são os documentos necessários para a vistoria veicular?

  • Carteira Nacional de Habilitação do condutor;
  • Carteira de identidade do solicitante;
  • Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), de uso obrigatório para circulação;
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV), necessário para a transferência.

Quem faz a vistoria o vendedor ou o comprador?

Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas, e a resposta é “depende da negociação”. Normalmente quem paga a vistoria é aquele que está adquirindo o veículo. De todo modo, é importante que o comprador verifique se o veículo possui pendências. Se esse for o caso, é o vendedor quem deve quitá-las.

O que não passa na vistoria?

Caso o veículo apresente rachaduras, quebras e trincos, a vistoria será negada. Outro ponto importante é: o insulfilme do carro deve ter sido instalado corretamente e seguindo as regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Quando o veículo precisa de vistoria?

A vistoria veicular é obrigatória sempre que houver a transferência do automóvel (carro, moto ou caminhão). Ela é muito importante para atestar para o comprador que aquele veículo é seguro e está em ordem com as regras de trânsito do país.

O que não pode na vistoria?

Janelas danificadas e/ou vidros deteriorados

Caso o veículo apresente rachaduras, quebras e trincos, a vistoria será negada. Outro ponto importante é: o insulfilme do carro deve ter sido instalado corretamente e seguindo as regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Quem paga taxa de vistoria?

Para isso, é preciso entender que o laudo de vistoria não é obrigatório. Contudo, o inquilino pode exigi-lo no momento de firmamento do contrato. Assim, quando tal exigência é solicitada, o locador tem a obrigação de fornecê-lo e por isso, o pagamento da taxa de vistoria de imóveis é responsabilidade do proprietário.

Qual o valor do laudo de vistoria?

Por exemplo: no Estado de São Paulo, a média para vistoria veicular para transferência varia entre R$100 e R$200. Por sua vez, a média para o laudo cautelar pode variar entre R$300 e R$500.

Quem tem que pagar vistoria?

Quem paga o laudo de vistoria veicular em caso de venda? Isso pode variar em caso de compra direta com a concessionária, pois é de direito do comprador receber o veículo com a vistoria feita e paga. Entretanto, nos casos em que a venda é feita diretamente pelo proprietário, ambas as partes acordam.

O que preciso levar no dia da vistoria?

Quais são os documentos necessários para a vistoria veicular?

  1. Carteira Nacional de Habilitação do condutor;
  2. Carteira de identidade do solicitante;
  3. Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), de uso obrigatório para circulação;
  4. Certificado de Registro de Veículo (CRV), necessário para a transferência.

O que levar na hora da vistoria?

Antes da vistoria, é preciso apresentar o CRLV, além do comprovante de pagamento de todos impostos e multas do veículo. Além disso, o motorista também deve levar seus documentos pessoais, como RG ou CNH.

O que faz não passar na vistoria?

O que reprova uma vistoria veicular?

  1. Chassi com numeração alterada ou ilegível. …
  2. Suspensão irregular ou comprometida. …
  3. Janelas danificadas e/ou vidros deteriorados. …
  4. Falta de dispositivos de sinalização e segurança. …
  5. Estado dos pneus.

O que mais reprova na vistoria?

Quebras, rachaduras, trincados, entre outras irregularidades nos vidros do veículo podem comprometer a aprovação na vistoria cautelar. Além disso, as películas de proteção, ou insulfilm, devem ser instaladas seguindo as regras do Código de Trânsito Brasileiro. Elas não podem ser muito escuras, nem do tipo refletivas.

O que acontece se for reprovado na vistoria?

O laudo de vistoria reprovado impede a emissão de um novo documento de propriedade (CRV) ou a troca de placas e não autoriza a circulação do veículo. O proprietário deverá providenciar a correção dos itens reprovados para depois realizar uma nova vistoria.

Quanto eu pago na vistoria?

Tipo da Vistoria Novo valor Valor antigo
Vistoria de transferência de jurisdição do veículo R$ 106,97 R$ 130,00
Vistoria de transferência de propriedade R$ 106,97 R$ 130,00
Vistoria de regularização e transferencia R$ 106,97 R$ 130,00
Vistoria domiciliar R$ 142,62 R$ 147,50

Quanto que paga para fazer a vistoria?

A média da vistoria veicular para transferência é de R$100 a R$200. Em 2023, por exemplo, o Detran de São Paulo cobra R$ 144,86 para veículos novos ou usados. Já o laudo cautelar possui a média de R$ 300 e pode chegar a R$ 500.